CEFET-MG

Projeto da BCE capacita terceirizados para compostagem no CEFET-MG

Segunda-feira, 2 de julho de 2018

Economizar, utilizar resíduos que não teriam utilidade e privilegiar o meio ambiente. Esse é o intuito do projeto da Bolsa de Complementação Educacional (BCE) “Formação e treinamento de operadores de compostagem nos campi do CEFET-MG”. Participam do trabalho os bolsistas do curso de Engenharia Ambiental do CEFET-MG Angelo Leão e Plínio Catalán e a professora Valéria Cristina Palmeira Zago.

Segundo Catalán, o trabalho iniciou-se com um estudo sobre o desperdício de alimentos e já passou por várias fases. No dia 16 de junho, um sábado, os bolsistas ministraram uma oficina de compostagem para servidores terceirizados da empresa Conservo no Campus II.

O objetivo do trabalho é que a instituição realize o processo de compostagem em todos os seus campi. Para isso, serão capacitados pelo menos três servidores de cada campus, de forma a habilitá-los para a implantação e operacionalização de compostagem.

A compostagem é o conjunto de técnicas aplicadas para controlar a decomposição de materiais orgânicos, com a finalidade de obter, no menor tempo possível, um material orgânico mais estável, rico em húmus e nutriente minerais, resistente à ação de espécies consumidoras, com atributos físicos, químicos e biológicos, superiores àqueles encontrados nas matérias primas.

Foram utilizados resíduos orgânicos oriundos do pré-preparo de alimentos das refeições preparadas nos refeitórios, além de podas de árvores e roçadas dos gramados dos campi I e II. Os resultados foram muito favoráveis. Os estudos demonstraram a viabilidade técnica e econômica da compostagem.

Secretaria de Política Estudantil